Home

Equipamento que transformará gás do esgoto em combustível viaja para Franca PDF Imprimir E-mail
Seg, 23 de Janeiro de 2017 09:38

bol280 mat5

A AESabesp tem sido incentivadora dos avanços e perspectivas do uso do biogás em Estações de Tratamento de Esgoto, tanto que o assunto foi tema de mesa redonda em seu Encontro Técnico de 2016, com representantes da SNSA (Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental) e concessionárias de saneamento. Portanto, o interesse técnico da entidade se voltou a esta informação prestada pela assessoria de comunicação da Sabesp:

"O equipamento alemão que a Sabesp utilizará para transformar o gás do esgoto em combustível para veículos saiu na quinta-feira, 19 de janeiro, do Porto de Santos , rumo ao município de Franca no interior do Estado, em caminhão que leva o container até a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Franca, onde o filtro, o reservatório e as demais peças serão instalados.

A tecnologia é fruto de uma parceria entre a Sabesp e o Instituto Fraunhofer, da Alemanha. No processo, o biogás gerado no tratamento do esgoto passa por um sistema de remoção das impurezas, umidade e aumento da concentração de metano. O resultado é um combustível, o biometano, que será usado no lugar da gasolina, do álcool e do GNV (gás natural veicular).

É a primeira vez no Brasil que o gás gerado no processo de tratamento do esgoto será transformado em combustível para veículos com essa tecnologia. Como a ETE de Franca possui vazão de tratamento de esgoto de 450 litros por segundo e produz em torno de 2.600 Nm³ de biogás, estima-se que possam ser produzidos 1.700 Nm³ de biometano por dia, o suficiente para substituir 1.700 litros de gasolina comum a cada dia. A parceria faz parte dos investimentos da Sabesp em pesquisa científica e inovação."

bol280 mat5-2De acordo com a superintendente de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Sabesp (TX),  Cristina Zuffo “esse projeto traz uma série de benefícios, como a redução das emissões de gases de efeito estufa, inovações no saneamento, o domínio das tecnologias implantadas e uma significativa redução de gastos com combustível. Além disso, abre várias possibilidades para estudo de para outros fins: inserção em redes de companhias de gás, produção de energia elétrica e fornecimento do biogás para indústrias próximas”.

 

Associação dos Engenheiros da Sabesp
Rua Treze de Maio, 1642 - Bela Vista
01327-002 - São Paulo - SP
Tel: 11 3263 0484 | Fax: 11 3141 9041
aesabesp@aesabesp.org.br